• Outro dia, no jardim da casa do vovô, Laura esteve muito tempo observando um inseto. Ela se assombrava com seus movimentos, cores e forma. Esteve conversando com ele, quis toca-lo. Eu deixei que o fizesse, pois o vovô havia dito tratar-se de um percevejo. Mas, quão foi minha surpresa quando, dois dias depois, subi as imagens em nosso perfil no Instagram (@eucriandocomapego). Duas de nossas leitoras questionavam se o inseto não era um barbeiro.

percevejo parecido com barbeiro 02 

Ops… como assim? Um barbeiro? Só de ler, meu coração gelou. Imediatamente, recorri ao Google para ver uma imagem de um barbeiro. Sim, o inseto o qual minha filha esteve observando e até tocando suas asas era muito parecido com um barbeiro. 

barbeiro doenca de chagas

Sempre tentei não transmitir meus medos para minha filha. Deixo que ela explore o mundo sem travas, com liberdade. Os limites existem, claro. Não a deixo tocar em uma aranha, pois não sei se é venenosa (aliás, os convido a ver sua experiência acompanhando o ciclo de vida de uma aranha na casa do vovô). 

Então, meu medo passou a se transformar em culpa. Como permiti que minha filha se aproximasse tanto desse inseto? E se era um barbeiro? Como posso ter deixado minha filha arriscar sua vida assim? E como ainda tirei fotos desse momento?

Então, é um barbeiro ou não é?

Todas essas culpas dominaram meu ser. Era tarde da noite e fiquei meditando como fazer para tirar minhas dúvidas. Primeiramente recorri a uma amiga bióloga que, pelas fotos, considerou o inseto bastante parecido ao barbeiro. Até arriscou afirmar que de um se tratasse, mas me recomendou tentar falar com alguém especializado.

Foi então que me ocorreu mandar uma mensagem para identificar o bicho ao site Insetologia e também ao Setor de Zoonoses da nossa cidade. Acordei com a resposta data. 

Uffa… era um percevejo comum. Do Setor de Zoonoses, de quem obtive a primeira resposta, explicou-me que a cidade não tem registro de casos de doença de chagas, transmitida pelo barbeiro. Embora o inseto do jardim do vovô se parecesse muito com o barbeiro, apenas se tratava de um percevejo comum.

Comentou-me, ainda, que o barbeiro tem hábito noturno. Durante o dia costuma estar escondido debaixo de pedras, em lugares escuros. E, durante a noite, é quando está mais ativo e pode trazer perigo para nós, pobres humanos. Enfim, que ficasse tranquila. A filha curiosa apenas teve uma linda experiência na natureza!

Do site Insetologia veio uma resposta mais científica que compartilho com vocês:

Os barbeiros são uma subfamília de percevejos. Este da foto é um percevejo do gênero Spartocera, inseto fitófago, que não representa perigo. Pode soltar uma química mal-cheirosa como as marias-fedidas, mas nem perto de ser tão repugnante. 

Algumas informações sobre o barbeiro

Para você que chegou até aqui e não sabe bem o que é um barbeiro, explico um pouco. Esse é o inseto responsável pela doença de chagas, uma inflamação que, se não descoberta a tempo, pode dar origem a doenças crônicas. 

A doença de chagas é também conhecida como tripanossomíase americana e chaguismo. Na realidade, a doença é transmitida pelo Trypanosoma cruzi, um parasita encontrado nas fezes de alguns insetos, como o barbeiro. 

Quando o barbeiro pica a pessoa, deixa depositada suas fezes contaminadas. Ao coçar o local da picadura, as fezes se espalham e entram em contato com a corrente sanguínea, podendo dar início a uma série de problemas de saúde, de moderados a crônicos.

Considero importante que você busque mais informações sobre o inseto. Nunca é demais saber algo mais para poder saber como atuar quando tope com um desses. 

O que fazer se vir um barbeiro?

O ideal é coletar o inseto vivo, coloca-lo em um frasco com furinhos na tampa e encaminha-lo para a Secretaria de Saúde ou o Setor de Zoonoses de sua cidade. Lá, eles farão uma triagem para averiguar se se trata, realmente, de um barbeiro ou de outro percevejo. E, caso seja um barbeiro, poderão descobrir se está contaminado ou não, podendo adotar medidas de segurança da população.

Então, não precisa que você saiba que é, de fato, um barbeiro. O percevejo do jardim do vovô, caso tivéssemos tido dúvidas, podia ter sido coletado para estudo.

Conhecendo um percevejo

Já que tudo não passou de um tenso momento de susto, deixo aqui imagens da filha curiosa em sua aventura de descoberta de um percevejo!

percevejo parecido com barbeiro 03 percevejo parecido com barbeiro 08

Ser pais

Ser pais é um espaço da nossa web que traz informações valiosas para que possamos enfrentar, da melhor forma possível, a maternidade/paternidade real. 


Gostou desta publicação do educlub?

💬  Deixe seu comentário ↓

↪️  Compartilhe com seus amigos.

13 Comentários

  1. Olá, por favor! Me ajuda me endentificar os bichos parecido com os bichos barbeiros.eles vem voando do vizinho ao lado e no jardim tem muitos …

  2. tenho muito medo de percevejo. esses dias fui picada por um bem parecido com esse. eles nao causam doença mas picam, eh uma picada que doi um pouco menos que picada de abelha e coça muito. ficou inchado e coçando por dias!

  3. Jose Roberto Fonseca Responder

    Ola, preciso de ajuda. Achei uns 20 bichos parecidos com o barbeiro em nosso pe de jaboticaba. Como faço para ter ajuda? Posso enviar a foto? Obrigado

    • Karina Responder

      Olá José, entre em contato com o Centro de Zoonoses mais próximo de sua cidade. Eles podem lhe ajudar melhor. No meu caso, enviei a foto e logo me deram todas as informações necessárias.

  4. 03,02,2020, achei um idêntico a esse, busquei no google e ache esse site, ufa! tive um alívio quando pude constatar que se tratava do mesmo percevejo de jardim. obrigado!

  5. Marcos Antônio Campos Santana Responder

    Fui picado por um bicho parecido com um barbeiro, na vdd não tenho certeza, você pode me ajudar?

    • Karina Responder

      Olá Marcos, entre em contato com o centro de zoonoses de sua cidade. Foram eles que nos ajudaram quando vivemos essa experiência. Eu os contactei, mandei fotos e falei por telefone. Recebi o atendimento adequado e tirei todas as dúvidas.

Deixe Uma Resposta