Quando me amei de verdade, compreendi que, em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento preciso.
E, então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome… AUTOESTIMA.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia e meu sofrimento emocional não são, senão, sinais de que estou indo contra minhas próprias verdades.
Hoje sei que isso é… AUTENTICIDADE.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de… AMADURECIMENTO.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber porque é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa (talvez eu mesmo) não está preparada.
Hoje sei que o nome disso é… RESPEITO.

Quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável: pessoas e situações, toda e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início, minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama… AMOR PRÓPRIO.

Quando me amei de verdade, deixei de me preocupar por não ter tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os mega-projetos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo. Hoje sei que isso é… SIMPLICIDADE.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter a razão e, com isso, errei muitas menos vezes. Hoje descobri a… HUMILDADE.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é… PLENITUDE.

Quando me amei de verdade, compreendi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas, quando eu a coloco a serviço do meu coração, é uma valiosa aliada.
E isso é… SABER VIVER!

Não devemos ter medo de nos questionarmos… Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas.

Charles Chaplin

* Este texto nos força a uma reflexão importante sobre como devemos aprender a amar-nos mais para sermos felizes.


Gostou desta publicação do educlub?

💬  Deixe seu comentário ↓

↪️  Compartilhe com seus amigos.

7 Comentários

  1. É aí que entra a família que sabe sobre isso não vamos deixar só pros amigos porque o nosso maior amigo teria que ser a família para conversar sobre esse assunto quando não sabemos sobre pergunta tenta entender nunca fugir do assunto as questoēs aqui são muitas e o que vivemos é isso não existe outro tipo de vida a não ser esse então nunca pros nossos parentes podemos resolver sem entender às vezes as pessoas pensam que o problema está em nossa cabeça e não dão atenção não sabe como fortalecer ajudar e defender seus parentes e até seus amigos, será que quem escreveu essas questão endou quer que tenham enterece em conversar sobre isso pra que curem seus parentes e amigos.

  2. Esse texto foi retirado do livro “Quando me amei de verdade” de Kim McMillen. Porém não vejo nenhuma indicação ou referencia a autora original.

  3. Cenyra R devA Barboza Responder

    Texto de MT ajuda trás reflexão, paz profundo conteúdo que venha mais!
    Deus no controle na sabedoria no discernimento
    AMÉM

  4. Valdair n santos Responder

    Esse texto me fez alguns pontos negativo s em meu modo de viver, oportunidade para corrigir _los

Deixe Uma Resposta