Leia um conto africano sobre uma mulher que não falava. O pai queria que se casasse, mas não havia nenhum rapaz que conseguisse faze-la falar. Até que um dia…

A mulher que não falava, um conto africano

Certo dia, um rapaz viu uma rapariga muito bonita e apaixonou-se por ela. Como se queria casar com ela, no outro dia, foi ter com os pais da rapariga para tratar do assunto.

– Essa nossa filha não fala. Caso consigas fazê-la falar, podes casar com ela, responderam os pais da rapariga.

O rapaz aproximou-se da menina e começou a fazer-lhe várias perguntas, a contar coisas engraçadas, bem como a insultá-la, mas a miúda não chegou a rir e não pronunciou uma só palavra. O rapaz desistiu e foi-se embora.

Após este rapaz, seguiram-se outros pretendentes, alguns com muita fortuna mas, ninguém conseguiu fazê-la falar.

O último pretendente era um rapaz sujo, pobre e insignificante. Apareceu junto dos pais da rapariga dizendo que queria casar com ela, ao que os pais responderam:

__ Se já várias pessoas apresentáveis e com muito dinheiro não conseguiram fazê-la falar, tu é que vais conseguir? Nem penses nisso!

O rapaz insistiu e pediu que o deixassem tentar a sorte. Por fim, os pais acederam.

O rapaz pediu à rapariga para irem à sua machamba, para esta o ajudar a sachar. A machamba estava carregada de muito milho e amendoim e o rapaz começou a sachá-los.

Depois de muito trabalho, a menina ao ver que o rapaz estava a acabar com os seus produtos, perguntou-lhe:

– O que estás a fazer?

O rapaz começou a rir e, por fim, disse para regressarem a casa para junto dos pais dela e acabarem de uma vez com a questão.

Quando aí chegaram, o rapaz contou o que se tinha passado na machamba. A questão foi discutida pelos anciãos da aldeia e organizou-se um grande casamento.

* Ilustração do livro “La niña silencio”, de Cécile Roumiguière e Benjamin Lacombe.

Veja também

Histórias de mulheres negras para empoderar meninas

Atividades para o Dia da Consciência Negra

Contos africanos

Seleção de lindas histórias africanas para crianças e adultos. Leia os mais variados contos. Temos certeza de que vocês gostarão tanto quanto nós. Lembre-se de que apresentar a cultura africana a nossos filhos lhes damos a oportunidade de conhecer um pouco mais de nossas origens.


Gostou desta publicação do educlub?

💬  Deixe seu comentário ↓

↪️  Compartilhe com seus amigos.

2 Comentários

  1. João Víctor Responder

    Está em português do Portugal. Vocês poderiam substituir algumas palavras como as palavras ”rapariga” e ”miúda”. Porque em português de Portugal os brasileiros não entendem quase nada. Fora isso, o conto é ótimo!

    • Karina Responder

      Oi João, obrigada pela sua observação. Infelizmente não podemos substituir as palavras pois não é de nossa autoria e também não vemos necessidade de uma tradução de um idioma que é o nosso. Também em nosso país, o Brasil, há diferenças linguísticas entre uma região e outra e nem por isso deixamos de compreender a essência da mensagem.

Deixe Uma Resposta